Sobre o Blog

Este é um blog despretensioso, criado após muita insistência da minha irmã, para que eu registrasse as minhas receitas e compartilhasse com ela. Ela criou e nomeou o blog, utilizando a forma como me chama: Brunildinha. Este é um espaço onde compartilho minhas receitas, não só com ela, mas com todos vocês!

domingo, 12 de outubro de 2014

TRADICIONAL "PAN DE MUERTO"

Este post foi publicado no blog Viviendo en el Mexico magico, da querida Melissa. A pedido dela preparei a receita do "pão de morto". Para vocês entenderem o que é o dia dos mortos e conhecerem a história por traz desde pão tradicional, achei legal colocar o post completo aqui:

Dia dos Mortos - Pan de Muerto! Blog Amigo!

Pão do quê?
Pan de Muertos...
Mandeeee? Pan de? .... Si señora, pan de muertos....
kkkkkk

*imagens google/pinterest



Como que aqui, não iria ter uma comida típica do Dia dos Mortos??? Pode? Claro que tem!
Apesar de ser um simples pão, não é consumido durante todo o ano exatamente por estar associado à celebração do Día de Muertos. E já está presente em todos os lugares. Tem esse nome feio mas é bem do gostoso e digo, que realizei o sonho de comer um panetone sem as frutas secas. Porque pra mim, esse é o resumo do pan de muerto. Um pão sem nada, mas bem do gostoso.
Mas como tudo aqui, claro que por trás do simples pão, tem toda uma explicação. E eu, fui pesquisar tudo pra vocês.



Uma lenda de açucar eeeee..... Sangue!!!!


A origem do tradicional pão de morto se remete a época dos sacrifícios humanos e a chegada dos espanhóis a "Nova Espanha"(México antes da independência....).
O pão é dedicado aos defuntos que regressam para encontrar com suas famílias em 31/10, 1 e 2/11, de acordo com a tradição do Dia dos Mortos, herdada há vários séculos.

*Se tiver problemas com sangue e afins, pulem a lenda!!! 


Era um ritual  onde uma princesa foi oferecida aos deuses, e seu coração ainda vivo, foi colocado numa panela para uma cerimonia onde mordiam o coração da princesa em sinal de agradecimento a um deus. Os espanhóis acabaram com esse tipo de sacrifício e elaboraram um pão de trigo em forma de coração, polvilhado com açúcar e pintado de vermelho, simulando o sangue da donzela. Assim surgiu o pão de morto.
Outros historiadores, afirmam o nascimento desse pão tem a ver com os primeiros povoadores da Mesoamérica. Um pão composto por sementes moídas e tostadas, misturadas com o sangue dos sacrifícios que se ofereciam em honra de Izcoxauhqui, Cuetzaltzin ou Huehueteotl (deuses com nomes impronunciáveis...). Mas graças a Deus os pães representativos de hoje, são só de trigo mesmo...

O pan de muerto, feito com anis e decorado com ossinhos e lágrimas de massa, é clássico e não pode faltar. É um pão doce redondo e fofinho que só é preparado nessa época do ano. Todas as padarias fazem. As calaveritas, caveirinhas feitas com chocolate ou açúcar e super enfeitadas, também estão na lista dos pratos mais tradicionais e servem como mimo de decoração e para presentear. (Sim, super fofo ganhar caveirinhas de açucar e pãozinhos em formatos de ossos)


Pães de mortos (como tudo aqui, tem vários tipos....)
Todos tem  uns quatro ou seis ossos, com ou sem a representação do crânio:

  • Açucarado (o mais comum e comercial no centro do país, pão simples , polvilhado com açúcar)
  • Tradicional (pão simples)
  • Com gergelim de Puebla (pão simples com semente de gergelim)
  • Açucarado da  Mixteca (açúcar vermelho  para as oferendas)
  • Pão de gema de Oaxaca
  • De baunilha ou laranja
  • Com pão de chocolate ( coberto com açúcar)
  • Com cobertura de chocolate (pão de chocolate e cobertura de chocolate)
  • Recheado com figuras (pão açucarado recheado de caveiras, similar a rosca de reis)
  • Figuras de mortos com enfeites de vacas com leite de chocolate 



Calaveras de dulce   (Caveirinhas de Açúcar)

A maioria das caveiras doces (geralmente as de açúcar) tem escrito o nome do morto. Os mais bem humorados também escrevem nome de vivos (para fazer piadinha com os amigos, por exemplo). Os doces são super coloridos, fofos, mas não super gostosos! (vai de gosto). As caveiras de açúcar são açúcar e corante. As de chocolate são pura gordura e as de amaranto, não são as preferidas. Mas… são super bonitinhas, a gente compra só pra enfeitar, e daí? Tecnicamente as famílias deveriam comer as oferendas depois do dia 2, mas quase ninguém faz isso.




E como o blog é super legal, e tem parceiros super buena onda, vamos ensinar vocês a fazer o pão (sem sangue, sem sangueeee!!!). Aí eu entrei em contato com nossa super chef Bruna pra me ajudar... Querem saber como? Vamos ao passo a passo:

Lembrando que a página da minha amiga linda é: www.receitinhasdabrunilidinha.com.br 



A pedido da Melissa, preparei o Pan de Muerto, receita muito tradicional agora em Outubro no México. É preparada em comemoração ao dia dos mortos e o seu formato remete a ossos (ainda que para mim eles sejam bem abstratos rs). A Melissa me passou uma receita de lá, eu traduzi e utilizei os mesmos ingredientes, mas alterei a quantidade de alguns. Por exemplo, na receita original pedia 500kg de farinha, mas eu usei quase o dobro (vai depender muito do tamanho dos ovos). Para finalizar, a receita pede manteiga e açúcar polvilhado, mas eu preferi pincelar suco de laranja e depois polvilhar o açúcar, acho que o suco de laranja deixa um gostinho muito bom no pão.



Ingredientes
  • farinha de trigo suficiente para dar o ponto (utilizei quase 1kg)
  • 40g de fermento fresco
  • 250g de manteiga (em temperatura ambiente)
  • 8 ovos
  • 2 colheres de raspas de laranja (usei raspas de 2 laranjas)
  • 3 gotas de corante amarelo 
  • 1/2 copo de leite morno
  • 3/4 copo de açúcar
  • suco de laranja (para pincelar no pão pronto)
  • açúcar (para polvilhar)


Modo de Preparo:

Em um liquidificador, coloque o fermento, o açúcar, o leite morno (cuidado para não deixar muito quente, pois pode prejudicar o fermento), os ovos, a manteiga e o corante. Bata bem até ficar uma mistura homogênea. Transfira esta mistura para uma tigela grande e comece a incorporar farinha aos poucos. Quando estiver com consistência de massa, transfira para uma bancada (mármore de preferência) e comece a trabalhar a massa até ela desgrudar das mãos. Retorne a massa para a tigela e deixe descansar até dobrar de tamanho (eu faço o teste da bolinha: coloque uma bolinha pequena da massa em um copo cheio de água, quando a bolinha subir a massa estará pronta para ser modelada). Modele os pães no formato redondo e coloque em uma assadeira (eu fiz 3 grandes) - não se esqueça de separar um pouco da massa para fazer os "ossinhos" por cima. Faça tiras e utilize os seus dedos para modelar as cavidades (eu assisti este video e me ajudou a entender como modelar). Disponha os "ossinhos" em cima dos pães. Deixe os pães descansarem mais um pouco (eles irão crescer, então deixe uma boa distancia entre eles na assadeira). Leve ao forno pré aquecido a 200 graus até estarem assados e corados (o tempo de forno depende do tamanho dos pães). Retire do forno, pincele suco de laranja e polvilhe açúcar.

Fotos do Preparo:





Nota da Brunildinha:

Na hora de modelar os ossinhos e colocar por cima do pão eu não pincelei com ovo, acho que se tivesse pincelado os ossinhos teriam se mantido no local... os meus deslocaram de local enquanto assavam. Uma outra coisa que teria mudado seria fazer pães menores, eles crescem muito. Nada comprometeu o sabor do pão, mas teriam ficado mais bonitinhos.

Gente lindo do meu blog, eu tentei fazer também....ficou super bom!
Me achei a chefa!
Rende muuuuuiiiiito, da pra presentear todo mundo!

Besitos e até a próxima!!! Sem esquecer de agradecer MUITO nosso blog amigo www.receitinhasdabrunildinha.com.br !


Para ver o post original no blog da Melissa, clique aqui. E o pão apesar do nome é gostoso, fica ótimo para servir no lanche da tarde. 

5 comentários:

  1. Eu nao conhecia o pan de muertos! Adorei viu (inclusive a lenda). Curto comida que tem historia! Mas nao conseguiria viver o ano inteiro esperando pra comer pão. Pão é bom demais!!!

    bjs de Filipinas,
    Gabi Barbará
    Barbaridades!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este com o gostinho citrico da laranja é especial ;) Bjs

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  2. como faça a cara da caveira?

    ResponderExcluir
  3. Faço curso de Espanhol e o meu professor pediu para eu levar o pan de muerto, mas como fazer a caveira ?

    ResponderExcluir