Sobre o Blog

Este é um blog despretensioso, criado após muita insistência da minha irmã, para que eu registrasse as minhas receitas e compartilhasse com ela. Ela criou e nomeou o blog, utilizando a forma como me chama: Brunildinha. Este é um espaço onde compartilho minhas receitas, não só com ela, mas com todos vocês!

sábado, 4 de outubro de 2014

ESPECIAL ERVAS E ESPECIARIAS: ALECRIM

Alecrim (Rosmarinus officinalis)

                                                                                                              Fonte da imagem: Google

Nativo do Mediterrâneo, é cultivado nas zonas temperadas da Europa e América há muito tempo. Seu nome latino (rosmarinus) significa "o orvalho que vem do mar", porque o alecrim (que crescia espontaneamente) perfumava as praias do mediterrâneo.

É  um arbusto forte, lenhoso  e perene. Suas folhinhas são duras, espetadinhas, verdes escuras na frente e prateadas atrás. Tem sabor levemente picante e amargo. 

Seu uso é conhecido desde a antiguidade. Tem uma lenda que conta que suas flores eram brancas mas tornaram-se azuis após Nossa Senhora descansar com o menino Jesus sob a sua sombra durante a fuga para o Egito e outra que diz que só crescia no jardim dos homens justos. Na Grécia antiga acreditava-se que o alecrim estimulava a memoria, e por isso os estudantes tinham o habito de entrelaçar ramos em seus cabelos enquanto estudavam. Utilizavam ramos de alecrim nas grinaldas das noivas para dar sorte. Nos enterros era utilizado para dar paz e passe para a imortalidade. Desde a era romana é cultivada na Inglaterra. E no começo do século IX, Carlos Magno, em seu "Capitulaire de Villes", incluiu a erva na lista das plantas essenciais para o cultivo nas propriedades imperiais. No fim da Idade media ela ainda era usada como incenso para purificações purificações. Também tomavam banhos com a erva, com o intuito de erguer as forças.  

Possui poderosa atividade antioxidante, sendo conhecida como erva da juventude. Tem propriedades anti-inflamatórias, antissepticas, digestivas, diuréticas e ajuda a eliminar o ácido urico (o que explica seu uso contra gota e reumatismo)

Na culinária é bastante utilizado na cozinha mediterrânea, Italiana e grega. Como é uma planta disponível o ano todo, não há necessidade de usar a versão desidratada. Porém é uma boa opção, já que quando desidratadas as folhas ainda retem o sabor. As flores tem um gosto mais suave do que as folhas. É uma erva que resiste a cozimentos longos.

Os ramos inteiros são bons para maridadas (em especial para cordeiros). Quando colocados sobre carne assadas conferem um sabor sutil e defumado. 

Os talos mais velhos e mais fortes podem ser usados como palitos para aperitivos ou como pinceis de cozinha, já os ramos novos são melhores para aromatizar azeites.

                                                                                                          Fonte da imagem: Google

Combina bastante com pratos que levam carne, em especial cordeiro e carnes de caça. Além de ficar bom com: damasco, berinjela, repolho, cream cheese, ovos, peixe, cordeiros, lentilha, cogumelos, cebola, laranja, carne de porco, batatas, aves, coelho, abobora, tomate

O alecrim tende a sobressair-se quando combinado com ervas delicadas, mas pode ser usado com ervas mais robustas como louro, tomilho, sálvia e óregano.

Algumas receitas com alecrim para inspirá-los:


Fonte: Ervas e especiarias (Jill Norman); O livro das especiárias (John Gregory-Smith), Entre o jardim e a horta (Gil Felippe), As ervas do Sítio (Rosy L. Bornhausen), Viagem ao fabuloso mundo das especiarias (Rosa Nepomuceno).

6 comentários:

  1. Ótimo post Brubs! Gosto muito de alecrim, principalmente do aroma!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também gosto!! Deixa tudo mais perfumado :) Beijos

      Excluir
  2. Alecrim é uma das minhas especiarias preferidas, sabia? Dizem que banho de alecrim relaxa. E ele tem uma historia longa na cultura pagã. É uma ervinha safada de boa e tem vários propósitos (e é uma delicinha com batatinhas hmmmm)

    bjs de Filipinas,
    Gabi Barbará
    Barbaridades!
    Me ajude a tornar o Barbaridades ainda melhor!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também é uma das minhas preferidas, junto com manjericão e salsa! Ando lendo bastante sobre ervas para escrever os posts e tem umas histórias bem interessantes. Beijos

      Excluir
  3. Sou doida por alecrim, tenho um pezinho aqui em casa! Adorei essa coisa de usar o alecrim como palitinho para aperitivos. Fica lindo, cheiroso, diferente... vou fazer!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito legal esta dica dos palitinhos né? Gostei também da idéia de usa-lo como pincel para marinadas etc.... Beijos

      Excluir